Quando somos donos de um carro, algo para o qual precisamos estar sempre preparados é a manutenção por trás do funcionamento dele. Para que tudo esteja sempre certo e do jeito que deve ser, é fundamental que todas as peças sejam checadas com certa regularidade. E entre diversos processos que fazem parte da manutenção de um carro, podemos citar como alguns dos principais o alinhamento e o balanceamento.

Você com certeza já ouviu falar neles, certo? Talvez não saiba exatamente o que são, mas o nome está bem presente em nosso imaginário, tendo posição de destaque em oficinas por todo o Brasil. Apesar disso, há uma confusão comum sobre quais são as diferenças entre o alinhamento e o balanceamento. Neste texto, nós esclarecemos essa dúvida.

Explicamos o que é alinhamento, o que é balanceamento e, por fim, mostramos por que um costuma ser confundido com o outro. Continue a leitura e confira!

 

O que é alinhamento?

Como o próprio nome sugere, alinhamento é um processo que tem como objetivo fazer com que algo fique alinhado. Sua função é deixar os ângulos das rodas ajustados, ou alinhados, para que, assim, elas fiquem paralelas entre si e retas em relação ao solo. Tudo isso para  que o atrito dos pneus com o solo seja maior.

Com isso, garante-se certa economia de combustível, reduz-se o desgaste natural por parte dos pneus e, o mais importante de tudo, evita-se que o motorista perca o controle do carro em curvas — o que ajuda a evitar acidentes que poderiam ser gravíssimos.

 

O que é balanceamento?

O processo de balanceamento também diz respeito às rodas, mas de uma forma diferente. Aqui, o objetivo é permitir que elas girem sem provocar vibrações. Mais uma vez, este tipo de manutenção tem influência direta no desempenho dos pneus, que precisam dela para ter o funcionamento correto.

Quando o carro está bem ou mal balanceado, é possível sentir a diferença. Carros com um bom balanceamento são mais confortáveis tanto para o motorista que está dirigindo quanto para os passageiros que estão atrás. Um carro mal balanceado, por outro lado, apresenta diversas trepidações, incluindo no volante, nos bancos e até mesmo no piso do carro.

 

Por que eles são confundidos? Semelhanças e diferenças

A princípio, é bem fácil entender por que o alinhamento e o balanceamento são confundidos com certa frequência. Ambos tratam das rodas e são essenciais para o bom funcionamento delas e, consequentemente, do veículo no geral. O que é preciso reforçar, porém, é que um é bem diferente do outro — e fazer um não dispensa a necessidade de fazer o outro.

Enquanto o alinhamento fará com que as rodas fiquem paralelas entre si e retas em relação ao chão, o balanceamento tem como função fazer com que elas girem sem vibrações. É só com a união desses dois tipos de manutenção que o funcionamento geral do carro acontece sem maiores problemas — promovendo economia e evitando acidentes.

 

E você, já conhecia as funções do alinhamento e do balanceamento? Sabia as diferenças entre eles? Caso tenha gostado do texto e queira continuar recebendo conteúdo automotivo, não deixe de seguir a RB Multimarcas no Facebook e no Instagram!