A tabela FIPE é baseada na coleta de preços de veículos novos e seminovos do País inteiro, e funciona como um parâmetro para avaliação e negociação de veículos. Porém, ela não é obrigatória e o valor de mercado vai muito além do estipulado, pois depende de muitos outros fatores. No texto de hoje vamos falar um pouco sobre como funciona a tabela FIPE e como o mercado se comporta na prática.

Entenda a tabela FIPE

A tabela FIPE foi criada em 1973 pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas para auxiliar a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo. Atualizada mensalmente, a tabela é baseada na coleta de preços de carros, motos e caminhões novos e seminovos no mercado brasileiro, e funciona como um parâmetro para avaliação e negociação de veículos.

Apesar de ser a principal ferramenta para a venda direta de veículos e também a base para seguradoras de veículos, a tabela FIPE não é de uso obrigatório, pois os preços de mercado em lojas e revendas dependem de muitos outros fatores, que veremos a seguir.

Como a tabela é construída?

Mensalmente, a FIPE realiza pesquisas e coleta os valores de vendas dos veículos em 24 estados do Brasil.

Ao se obter esses valores, são descartados os preços muito altos ou muito baixos, e também os que apresentam alguma diferença estatística, para assim se obter uma média, que será o valor determinado na tabela.

A cor e os acessórios presentes no veículo não são considerados, assim como o ano de fabricação, mas o modelo é avaliado. Além disso, na pesquisa se exclui veículos que não são de uso comum, como viaturas e táxis.

A tabela FIPE serve apenas como referência, podendo receber correções em seus valores para cima ou para baixo, de acordo com a conservação do veículo, por exemplo. Assim, os preços são modificados a cada 30 dias.

Como funciona a tabela FIPE em relação ao mercado?

É muito importante explicar que as revendas e concessionárias não são obrigadas a adotar os mesmos valores informados na tabela FIPE, podendo ser encontrados valores distintos dos indicados, devido a diversos fatores. O que conta é o valor de mercado, quanto as lojas estão pedindo em determinado veículo que tenha as mesmas características de ano, acessórios, quilometragem e etc.

Entre os fatores que determinam os preços dos veículos estão o estado de conservação do veículo, se há garantia ou não, os impostos sobre a compra e venda do carro, as comissões e margens de lucro das lojas, e toda a preparação que é realizada no veículo, como higienização, polimento e revisão. Tudo isso deve ser levado em consideração na hora de avaliar um veículo.

Os preços de venda particular também são diferentes. O proprietário tem o direito de cobrar o valor que acha mais adequado para o carro, podendo cobrar um preço alto por um veículo raro ou com quilometragem muito baixa, por exemplo.

Por outro lado, ter os dados da tabela FIPE como parâmetro é essencial para a compra e venda de seguros de veículos automotores. Além disso, ela também serve de base para o cálculo de seguros obrigatórios e tributos, como o IPVA.

Como a tabela FIPE auxilia na cobrança do IPVA?

A tabela FIPE serve como base na cobrança do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, o IPVA, já que determina como são as negociações de carros e outros transportes.

O IPVA é calculado de acordo com a média do valor de cada carro, segundo dados da FIPE, para assim divulgar seu custo final. Em situações em que se ocorre inflação alta, o carro poderá ter o seu preço inflacionado, assim fazendo o valor do IPVA subir de maneira proporcional.

Os seguros automobilísticos calculam o valor segurado como uma porcentagem da tabela. Entretanto é importante que se compare o valor divulgado da FIPE e as negociações do seguro.

Como a tabela FIPE funciona para os seguros automotivos?

A tabela FIPE é importante também para determinar quais são os valores que deverão ser pagos pelas seguradoras em caso de acidente, furto ou outras situações. Recomenda-se acompanhar as variações dos preços dos veículos e quais valorizam ou desvalorizam mais.

Assim, a indenização será paga de acordo com o valor vigente no mês em que será feito o pagamento.

Como funciona a tabela FIPE ao comprar ou vender um carro usado ou seminovo?

Como dito anteriormente, a tabela FIPE é avaliada de acordo com o modelo do carro, sem diferenciar a cor, estado de conservação ou quilometragem. É comum que os vendedores e compradores apliquem valores diferentes.

Portanto, é fundamental considerar a tabela como um índice padrão. Algumas questões como a região e demanda do modelo podem ser mais importantes do que o preço estabelecido pela FIPE.

É muito importante analisar a documentação do veículo, o estado de conservação, o valor de revenda e das manutenções, para não cair em golpes. Logo, é bom saber qual é a taxa de depreciação a cada ano.

Para realizar uma compra segura com uma equipe qualificada entre em contato conosco! A RB Multimarcas possui mais de 250 veículos em estoque para te atender da melhor forma possível! Venha conhecer uma de nossas quatro lojas: Avenida Ivo Silveira, em Florianópolis, Mundocar Mais Shopping e Automotivo Shopping, em São José, e em Urubici.