Os acostamentos estão presentes em diversas rodovias e com certeza todos os motoristas já viram pelo menos um. Por outro lado, não são todos que sabem utilizá-lo; muitos ainda o usam para circulação — o que não é permitido, visto que o acostamento é um espaço feito para paradas. Mas você sabe o que fazer em uma parada no acostamento?

Caso não saiba, não há motivo para se preocupar. Neste texto que a RB Multimarcas trouxe para você hoje, nós falamos um pouco mais sobre o assunto. Iremos te explicar o que ele é, para que serve e, por fim, mostrar o que fazer em uma parada no acostamento.

Continue a leitura abaixo e confira!

 

O que é acostamento e para que serve

Acostamento, como você já deve saber, é aquela pista menor à direita das rodovias, em que os carros podem parar caso haja necessidade. De acordo com o próprio Código de Trânsito Brasileiro, o acostamento é uma “parte da via diferenciada da pista de rolamento destinada à parada ou estacionamento de veículos, em caso de emergência, e à circulação de pedestres e bicicletas, quando não houver local apropriado para esse fim.”

Como o próprio Código especifica, existem 3 possibilidades para o acostamento: 

 

  • A primeira é parada de veículos, na qual o carro para especificamente para que seja feito o embarque e desembarque de passageiros. 

 

  • A segunda é o estacionamento de veículos, ou seja, uma parada maior que a da entrada e saída de passageiros — normalmente no caso de emergências, como as ocorrências de acidentes.

 

  • A terceira, por fim, é para o trânsito dos pedestres e da bicicletas. Um detalhe deste terceiro é que esse uso só é permitido quando não há outra pista especialmente feita para eles — como uma calçada e uma ciclovia, por exemplo.

 

Na sequência, nós falamos o que fazer em uma parada no acostamento nas duas primeiras situações, a parada e o estacionamento. Acompanhe:

 

O que fazer em uma parada no acostamento

Caso a sua situação seja a primeira, ou seja, uma parada para embarque ou desembarque, basta reduzir a velocidade, sinalizar à direita, entrar no acostamento e fazer a parada. Após realizado o embarque ou desembarque, o processo para voltar à rodovia é parecido: basta sinalizar à esquerda e, em momento oportuno, voltar à pista.

Em uma emergência na rodovia — a segunda situação —, como um acidente, a orientação básica é retirar o veículo da rodovia, já que bloquear a passagem pode ocasionar em multa, o que é um problema que você definitivamente não precisa ter em um momento como este. Depois que isso estiver feito, deixe o pisca-alerta ligado e posicione o triângulo a 30 metros do veículo. É com isso que você será identificado e ajudará a evitar outros problemas.

 

 

Agora que você já sabe o que fazer em uma parada no acostamento, pode passar por estas situações com muito mais segurança, tanto para você quanto para seu carro e até mesmo para seu bolso. Se você gostou do texto e quer continuar recebendo o conteúdo automotivo preparado pela RB Multimarcas, acompanhe-nos no Facebook e no Instagram!