É muito provável que você já tenha assistido a algum comunicado, seja na televisão ou no rádio, de uma montadora convocando um recall veicular. Mas você sabe exatamente o que ele é e como funciona? Caso você nunca tenha passado por uma situação desta, é possível que não faça a menor ideia, certo? Contudo, é de extrema importância entender o processo de um recall, visto que ele pode acontecer a qualquer um.

Foi com isso em mente que a RB Multimarcas preparou um texto sobre o assunto. Abaixo, é possível entender melhor todo o processo de um recall. Nós explicamos exatamente o que ele é, por que ele acontece, como funciona, como saber se você precisa de um recall e até o que acontece se você não levar o seu carro caso convocado. Continue a leitura e confira!

 

O que é recall, por que ele acontece e como funciona

A definição de recall é bem básica e fácil de entender. Ela nada mais é que a convocação de uma montadora, informando que um determinado item de um modelo específico de seus veículos está com defeito e deve ser substituído. Para se ter uma ideia do quanto ele pode ser recorrente, dados do Procon mostram que mais de 2 milhões de carros tiveram o recall convocado somente em 2018.

Todo o processo deve ser o mais tranquilo possível. Depois da divulgação das informações a respeito do recall — incluindo o modelo e o ano de fabricação —, o proprietário que tiver adquirido um veículo com defeito deve entrar em contato com a montadora para realizar o agendamento do horário e do local do serviço de troca ou reparo da peça defeituosa.

 

Como saber se preciso de um recall?

Como nós já citamos, a convocação de um recall é obrigação da montadora responsável. É imprescindível que ela anuncie o problema da forma mais ampla possível, estando presente na televisão, no rádio, no jornal e, principalmente, na internet — tanto por meio de anúncios quanto com comunicados no próprio site e redes sociais.

Uma boa maneira de estar sempre por dentro e ter a certeza de que você ficará sabendo se algo acontecer é acompanhar as redes da sua montadora. Como ela é obrigada, por lei, a fazer todos os esforços possíveis para alcançar o maior número de pessoas, é altamente provável que você fique sabendo de um jeito ou de outro.

 

O que acontece se eu não levar meu carro?

Se por um acaso você não tenha conseguido levar o seu carro para o recall assim que este foi anunciado nas mídias, seja por não ter ficado sabendo ou simplesmente por não ter tido tempo para isso, não se preocupe! Quando ele é convocado, um recall não tem prazo, ou seja, os reparos devem ser realizados independente de quando você levar seu veículo.

É importante frisar que nenhum recall deve deixar de ser feito. Afinal, se ele existe, é porque há um problema com o funcionamento geral do carro. Dependendo do problema, você pode correr sérios riscos de acidentes, podendo causar, no pior dos cenários, até mesmo mortes. Se for o caso, entre em contato com sua montadora o mais rápido possível.

 

 

E aí, entendeu melhor como o processo funciona? Se gostou deste conteúdo e quer receber mais, siga a RB Multimarcas no Facebook e no Instagram!