Hidráulica e elétrica: veja as diferenças dos tipos de direção



Na hora de comprar um veículo, você se depara com duas opções: direção hidráulica e elétrica. Qual delas escolher? Nós, da RB Multimarcas, estamos aqui para te ajudar nessa decisão! Assim, você garante o melhor negócio com informação, podendo decidir de forma embasada.

A direção hidráulica antecede a elétrica, o que significa que hoje há vários tipos de carros com o sistema elétrico. Visto que se mostrou mais interessante para os motoristas, por ser uma tecnologia mais nova. No entanto, será que ela é melhor do que sua antecessora?

Confira abaixo as principais características entre as direções hidráulica e elétrica e escolha aquilo que é mais vantajoso para você! Continue a leitura e confira.

Direção hidráulica e elétrica: modo de funcionamento 

Com o advento da tecnologia, por consequência, o avanço também da mecânica dos carros, o esforço que era demandado no volante ficou para trás. Para os motoristas que usam o carro dia após dia há bastante tempo, deve saber que a baliza, por exemplo, se tornou muito mais fácil com esses dois modelos de direção.

A direção hidráulica e elétrica possuem diferenças que vão desde o funcionamento do veículo até o consumo de combustível e manutenção.

Direção hidráulica

Sistema mais comum encontrado nos veículos brasileiros, a direção hidráulica foi usada pela primeira vez no início da década de 1950, em um modelo Chrysler Imperial. 

Através de uma bomba hidráulica, esse tipo de sistema faz a circulação de óleo na caixa de direção, dessa forma, não há necessidade de fazer tanto esforço. Ela é 80% mais leve para o motorista do que a mecânica, visto que o óleo faz a lubrificação.

Para que isso aconteça, é ligado um pistão à engrenagem da direção, utilizando um fluido pressurizado que faz com que a pressão gire a roda mais fácil. A caixa é separada por esse pistão em duas câmaras. 

Ao movimentar o volante, uma válvula libera o óleo e a bomba realiza a circulação do fluido hidráulico, que por sua vez, aciona o pistão. O que resulta numa manobra mais confortável e macia.

Direção elétrica

Utilizada pela primeira vez em 1998 em um modelo Suzuki Cervo, a direção elétrica atraiu muitos motoristas devido ao manejo e conforto do volante. Na elétrica, o motor é acoplado à caixa de direção, o que permite duas opções: totalmente elétrica ou eletro-hidráulica.

Numa direção totalmente elétrica não existe óleo no sistema, apenas um motor elétrico fixado na caixa de direção, que torna o manuseio mais leve. 

O processo acontece da seguinte forma: ao ligar o veículo, o motor envia um sinal para o módulo eletrônico, que aciona o motor elétrico. Depois os sensores informam a rotação e a velocidade para uma central de controle ativa esse recurso.

Já na opção eletro-hidráulica, a bomba é acionada por um motor elétrico, e não pelo automóvel. Nos dois modelos, o sensor tem a função de monitorar a força que é colocada na roda, ajudando o condutor a fazer menos esforço na rotatividade do volante.

Caso o seu veículo não tenha o recurso da direção elétrica, você pode fazer a instalação.

Mas afinal, qual a melhor escolha?

Agora que você já sabe sobre o funcionamento de ambas as direções, hidráulica e elétrica, poderá tomar uma decisão embasada para comprar o seu carro. Estude o preço do veículo e das manutenções e analise o custo-benefício.

Todavia, é importante levar em consideração as características de ambos e testar o veículo antes da compra. Dessa forma você vai sentir como é o manuseio do carro e escolher aquele que se mostre mais confortável e seguro. 

Avalie a mais adequada para as suas necessidades e condições, e marque o seu teste drive conosco. A RB Multimarcas tem as melhores opções do mercado para você. Confira em nosso site os modelos e garanta já o seu.

Newsletter

Receba nossas novidades e conteúdos por e-mail.

    RB Multimarcas © Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados

    Desenvolvido e Otimizado por WEBi