Existem alguns processos realizados nos automóveis para conservar a pintura, que se diferem na durabilidade e na capacidade de proteção. Hoje nós vamos falar sobre a diferença entre vitrificação e cristalização, e qual o mais vantajoso para você. Confira!

Etapas iniciais

O primeiro passo antes de escolher entre vitrificação ou cristalização é a limpeza do automóvel. A lavagem mal feita pode detonar a pintura do seu veículo, então fique atento!

O carro deve ser lavado com shampoo neutro. Nada de querosene, desengraxantes ou qualquer outro produto abrasivo. Também não é recomendado levar o veículo ao lava-jato para passar naqueles rolos, eles podem danificar a pintura.

O carro deve ser lavado com água limpa além do shampoo neutro, e as rodas devem ter um balde só para elas, para não correr o risco de levar sujeira para cima e arranhar o veículo, por exemplo. Na hora de secar o carro, deve-se ter cuidado com o pano que irá utilizar. Em carros com cores mais escuras, recomenda-se um pano de microfibra.

Todos os carros têm uma camada de verniz muito fina que pode ser danificada caso os produtos para a proteção da cor do automóvel sejam aplicados por qualquer um. Então cuide para que seu veículo esteja em boas mãos na hora da aplicação!

Confira aqui outros cuidados que você deve ter com o seu carro.

Polimento e desengordurante

O polimento é um dos principais recursos para tirar manchas, riscos e queimados na lataria, e através da quantidade de vezes que foi realizado no carro, podemos concluir como se encontra a espessura do verniz.

A massa a ser aplicada será selecionada através do grau de abrasividade (desgaste) do carro, calculado pelo número de vezes que já foi polido. Caso queira fazer a proteção de um carro novo, não deixe que façam polimento antes, seria loucura tirar o verniz de um carro 0km.

O desengordurante também deverá ser aplicado antes do produto final. Ele retira a gordura e qualquer resquício de material do polimento, deixando uma superfície limpa e possibilita uma perfeita aderência do produto final.

Sabendo disso, veja a seguir os tipos de proteção para o seu carro, e escolha a melhor de acordo com as suas necessidades.

Cristalização

A cristalização consiste na aplicação de uma resina protetora sobre a pintura, garantindo maior durabilidade dessa, além de evitar que pequenas agressões atinjam o verniz original do carro.

ATENÇÃO: O serviço de cristalização é oferecido em muitas lojas para veículos 0km, mas ele é recomendado apenas para carros seminovos. A cristalização é à base de teflon e dura no máximo 6 meses.

Vitrificação

A vitrificação possui maior resistência em relação a agressões externas, como manchas de árvores e fezes de aves, além de proteger a pintura de raios UV e das variações climáticas.

Outra vantagem é intensificar o brilho do veículo, além de tornar sua superfície repelente a água e mais agradável ao toque. Após o processo da vitrificação, o carro não acumulará tanta sujeira, possibilitando uma significativa economia dos gastos com limpeza.

A vitrificação não substitui o verniz, ela é incorporada a ele e pode durar até três anos, se as manutenções forem realizadas periodicamente. Mas esse processo é recomendado apenas para carros 0km, pois se houver qualquer arranhão ou amassado na lataria, a proteção ficará danificada no local.

Precisando de ajuda para escolher o melhor método para seu veículo? Converse com a RB! Temos profissionais qualificados para te auxiliar. E se seu objetivo é trocar de carro, temos mais de 250 veículos em estoque para você escolher. Venha conhecer uma de nossas quatro lojas e saia de carro novo. Lojas: Avenida Ivo Silveira, em Florianópolis; Mundocar Mais Shopping e Automotivo Shopping, em São José; e em Urubici.